Cancelamento de eleição parlamentar é golpe, diz oposição no Egito

Representantes da oposição no Egito afirmaram que a decisão da Suprema Corte do país de cancelar a primeira elaição parlamentar do país após a deposição de Hosni Mubarak representa um golpe.

A Suprema Corte afirmou que o sistema dentro do qual o pleito foi realizado fizeram com que a votação fosse ilegítima e obrigam a realização de uma nova eleição.

O candidato Mohamed Morsi, da Irmandade Muçulmana, que disputa com Ahmed Shafiq a presidência do país neste final de semana, afirmou que uma segunda revolução poderá ocorrer se a eleição não proceder de forma normal.