Chanceler alemã pede que gregos votem em governo que mantenha plano de austeridade

A chanceler alemã, Angela Merkel, pediu neste sábado que os eleitores gregos votem em um novo governo que mantenha as medidas de austeridade.

A Grécia vai às urnas pela segunda vez em seis semanas neste domingo e as pesquisas de opinião mostram que o partido de esquerda Syriza estaria empatado na primeira colocação com os conservadores.

Em uma reunião regional de seu partido, de centro-direita, Merkel afirmou que os europeus não podem continuar firmando compromissos para ignorá-los depois.

A Grécia poderá ser obrigada a deixar a zona do euro se os eleitores rejeitarem neste domingo as medidas de austeridade exigidas por outros países europeus e o Fundo Monetário Internacional (FMI) em troca dos empréstimos prometidos para o país.

A Alemanha, a maior economia da Europa, tem sido uma grande defensora das medidas de austeridade como uma forma de a Grécia diminuir sua dívida.