Conselho militar no Egito diz que vai entregar poder ao presidente

O conselho militar que governa o Egito repetiu nesta segunda-feira a promessa de entregar o poder no final deste mês ao novo presidente.

Um integrante disse que o conselho - que assumiu novos poderes no domingo - não pretende interferir no trabalho do novo presidente.

O resultado do segundo turno da eleição presidencial, ocorrido no domingo, ainda não foi divulgado.

O candidato da Irmandade Muçulmana, Mohammed Mursi, reivindicou a vitória no pleito. Mas seu opositor, o ex-premiê de Hosni Mubarak, Ahmed Shafiq, não aceitou a declaração de Mursi.

A oposição no Egito está acusando o conselho militar de planejar um golpe.