Na Rio+20, representante palestino critica Israel e reivindica emancipação

Em pronunciamento na cúpula dos líderes da Rio+20, a conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, o ministro das Relações Exteriores da Autoridade Nacional Palestina, Riad Malki, defendeu nesta quinta-feira a emancipação do território autônomo, além de criticar Israel por "não reconhecer" e "oprimir" a região.

Segundo ele, Israel vem "impedindo a liberdade de ir e vir dos palestinos".

Para o chanceler palestino, o cerco israelense tem impossibilitado o acesso dos habitantes da região aos recursos naturais, necessários para sua sobrevivência.

Malki reivindicou, entretanto, que a independência do território seja feita de forma pacífica, como "estabelecem as resoluções das Nações Unidas".