Embaixada dos EUA no Quênia emite alerta de ataques extremistas

A Embaixada dos Estados Unidos no Quênia emitiu neste sábado um alerta contra uma ameaça iminente de um ataque extremista no porto de Mombassa, determinando que todos os diplomatas americanos abandonem a cidade.

Em outubro do ano passado a embaixada emitiu um alerta semelhante, voltado a cidadãos americanos, dizendo que havia ameaças de ataques a áreas como shopping centers e clubes noturnos.

As forças americanas têm estado ativamente envolvidas no combate a militantes islâmicos na Somália, país vizinho ao Quênia.

Há indícios que membros da grande comunidade somaliana no Quênia tenham elos com os militantes islâmicos e possam retaliar as ações americanas com atentados.

Em 1998 a Embaixada dos EUA em Nairóbi, capital queniana, deixou mais de 200 mortos.