Tribunal americano proíbe venda de tablet da Samsung

Um tribunal americano proibiu a fabricante de eletroeletrônicos sul-coreana Samsung de vender seu tablet, o Galaxy 10.1, nos Estados Unidos, por causa de uma disputa com a rival Apple.

Em sua decisão, a juíza Lucy Koh afirmou que a companhia fundada por Steve Jobs seria afetada "irreparavelmente" se as vendas do tablet continuassem.

A Apple alega que o dispositivo da Samsung é uma cópia ilegal de seu tablet, o iPad.

A venda do tablet Galaxy 10.1 é apenas uma parte de uma imensa disputa entre as duas empresas, que deverá ser julgada nos Estados Unidos no próximo mês.