Conflito no Sudão do Sul é abastecido com armas de três países

A Anistia Internacional afirmou que armas da Ucrânia, da China e do Sudão estão sendo usadas para atacar civis no conflito entre rebeldes e forças do governo do Sudão do Sul.

Segundo relatório divulgado pela organização nesta quarta-feira, rebeldes do Estado de Unity possuem armas sudanesas e minas terrestres fabricadas na China.

O Exército do Sudão do Sul teria usado tanques ucranianos para atacar áreas civis.

A organização tenta convencer a comunidade internacional a não fornecer armas para países onde haja risco de que elas sejam usadas para cometer crimes contra os direitos humanos.