Presidente-executivo do Barclays cai após escândalo

Bob Diamond, presidente executivo do banco Barclays, entregou sua carta de demissão uma semana depois do banco ser multado em US$ 500 milhões de dólares por tentar manipular a London Interbank Offered Rate (Libor), uma das principais referências de juro no mundo.

No documento, ele negou as acusações e declarou que deixava a instituição por causa da crescente pressão externa, que representava um risco de causar danos a empresa. Diamond será interrogado sobre o escândalo no Parlamento britânico nesta quarta-feira.

O Ministro das Finanças inglês George Osbourne declarou que espera que este seja um primeiro passo na direção de uma nova cultura de responsabilidade dos bancos.

Na segunda-feira, o presidente do conselho do banco Marcus Agius anunciou o seu afastamento. Ele será o responsável por comandar o Barclays até que um substituto seja escolhido.