Paraguai abre ação no Tribunal do Mercosul por suspensão do bloco

O governo paraguaio abriu nesta segunda-feira uma ação no Tribunal Permanente do Mercosul por ter sido suspenso do bloco em função do processo de impeachment do ex-presidente Fernando Lugo, que foi alvo de críticas da comunidade internacional, informa o jornal ABC Color.

Suspenso desde o dia 29 de junho, o país não pôde participar da última reunião de cúpula em Mendoza, na Argentina, quando foi acertada a entrada da Venezuela no bloco regional.

De acordo com o governo paraguaio, a decisão viola artigos do Tratado de Assunção e do Protocolo de Ushuaia, documentos constitutivos do Mercosul.

Assunção também critica o fato de não ter podido se manifestar quanto à adesão de Caracas.

O Tribunal Permanente do Mercosul, com sede no Paraguai desde 2004, é uma instância encarregada de resolver disputas dentro do bloco.