Viúva de Arafat pede investigação sobre morte de ex-líder palestino

Os advogados da viúva de Yasser Arafat, ex-líder palestino morto em 2004, divulgaram nesta terça-feira que ela deve solicitar à França a abertura de uma investigação após um documentário afirmar que ele teria sido envenenado.

O ex-líder morreu em um hospital militar francês.

Ainda na segunda-feira, as autoridades palestinas aprovaram a exumação do corpo de Arafat e reiteraram um pedido de um inquérito internacional para averiguar as causas de sua morte.

Na semana passada a Al-Jazeera, emissora de TV com base no Qatar, transmitiu um documentário sugernido que Arafat pode ter sido envenenado por polônio, um elemento radioativo.