PIB da China cresceu 7,6% no trimestre; taxa é a menor em três anos

Fábrica na China | Foto: AFP Direito de imagem AFP
Image caption Encolhimento do PIB da China deve aumentar alerta sobre recuperação da crise financeira internacional

Confirmando previsões de desaceleração, o governo chinês anunciou nesta quinta-feira em Pequim um crescimento de 7,6% do PIB no segundo trimestre, a menor taxa desde 2009.

O encolhimento da economia chinesa, de 8,1% nos primeiros três meses deste ano para os atuais 7,6%, é motivo de preocupação global e deve afetar diferentes mercados, entre eles o Brasil, um dos principais fornecedores de matérias-primas para o gigante asiático.

Pequim amarga os efeitos da crise financeira que afeta os Estados Unidos e a Europa, seus principais mercados de exportação.

Ainda em março, o governo chinês reduziu para 7,5% a meta de crescimento do PIB em 2012.

A "saúde" da economia chinesa é um fator crucial para a recuperação econômica global em meio à crise iniciada em 2008 que ainda mantém muitos países em alerta, sobretudo a zona do euro.