Raúl Castro volta a Cuba após visitar aliados China, Vietnã e Rússia

Raúl Castro e Nguyen Phu Trong | Foto: AP Direito de imagem AP
Image caption Raúl Castro encontra-se com Nguyen Phu Trong, líder comunista vietnamita

O presidente de Cuba, Raúl Castro, retornou à capital Havana após um giro de 12 dias pela China, Vietnã e Rússia, países aliados do regime da ilha comunista.De acordo com o diário oficial cubano, Granma, o objetivo das visitas foi reforçar as relações bilaterais e a cooperação econômica com esses países.

Em Pequim, Castro se reuniu com o presidente chinês, Hu Jintao, e com o primeiro-ministro, Wen Jiabao. Segundo o Granma, os líderes chegaram a diversos acordos, entre eles um empréstimo do Banco de Desenvolvimento da China.

O mandatário também se encontrou com o presidente russo, Vladimir Putin, e com o primeiro-ministro, Dmitri Medvedev.

As visitas ocorreram na mesma semana em que o primeiro navio de carga a sair de Miami com destino a Cuba em 50 anos chegou ao porto de Havana.

De bandeira boliviana, o Ana Cecilia trouxe um carregamento de itens humanitários como alimentos e remédios, que não constam na lista proibida pelo embargo comercial dos Estados Unidos, que já dura mais de meio século.