Ex-chefe do serviço secreto egípcio morre nos EUA

Omar Suleiman, um dos principais nomes do governo do ex-presidente Hosni Mubarak no Egito, morreu nesta quinta-feira enquanto realizava exames médicos nos EUA, segundo a agência de notícias oficial egípcia.

O ex-chefe do temido serviço secreto do país estava em um hospital em Cleveland. Ele tinha 76 anos de idade.

Suleiman tentou a candidatura ao pleito presidencial deste ano, mas teve sua candidatura impugnada.

Ele ocupava o posto de chefe da Inteligência de Mubarak desde 1993 e, no ano passado, foi nomeado vice-presidente. Correspondentes dizem que a Suleiman eram confiadas tarefas difíceis como negociar com isralenses, palestinos e americanos.