Mulher de ex-dirigente do PC da China é acusada de assassinato

Gu Kailai e Bo Xilai (Arquivo/Reuters) Direito de imagem Reuters
Image caption Escândalo provocou queda de Bo Xilai

A mulher do ex-dirigente do Partido Comunista chinês Bo Xilai foi acusada pelo assassinato de um empresário britânico no caso que se transformou no maior escândalo político do país nos últimos anos.

A agência de notícias Xinhua informou que Gu Kailai foi acusada pelo envenenamento de Neil Heywood em 2011.

Os dois teriam discutido por questões financeiras e Gu Kailai temia que Heywood ameaçasse a segurança de seu filho.

O caso provocou a queda de seu marido, o dirigente do Partido Comunista chinês Bo Xilai - até recentemente um dos nomes cotados para ser o próximo líder da China.