EUA, Rússia e China não chegam a acordo sobre armas

Uma reunião envolvendo Estados Unidos, Rússia e China sobre a negociação de um tratado de comércio internacional de armas convencionais terminou sem acordo nesta sexta-feira.

Segundo a proposta das Nações Unidas, as nações que ratificarem o tratado terão que controlar suas exportações de armamentos para que não sejam usados para violar os direitos humanos ou caiam nas mãos de organizações criminosas.

O presidente da conferência na qual o tratado é negociado, Roberto Garcia Moritan, afirmou acreditar que o acordo será firmado no final deste ano.