Representante da ONU diz que 200 mil fugiram de Aleppo no fim de semana

A chefe da ONU para questões humanitárias, Valerie Amos, disse neste domingo que 200 mil pessoas fugiram dos combates na cidade síria de Aleppo nos últimos dois dias.

Amos disse estar extremamente preocupada com o impacto dos bombardeios e do uso de armamento pesado na população civil de Aleppo, Damasco e outras cidades sírias.

De acordo com Amos, não se sabe quantas pessoas estão presas em Aleppo, sem conseguir sair, e a cidade precisa urgentemente de mantimentos, inclusive água potável.

O correspondente da BBC em Aleppo relata violentos confrontos, à medida que tropas do governo tentam retomar áreas sob controle dos rebeldes.