STF não desmembrará julgamento dos réus do mensalão

A possibilidade de desmembramento do julgamento dos réus do mensalão foi rejeitado por uma maioria de ministros do STF (Supremo Tribunal Federal). Com isso, todos os 38 acusados de participação no caso serão julgados pelo Supremo.

O pedido de desmembramento foi feito pelo advogado Márcio Thomás Bastos, que defende o ex-dirigente do Banco Rural José Roberto Salgado. bastos argumentava que apenas três dos acusados - João Paulo Cunha (PT), Valdemar Costa Nego (PR) e Pedro Henry (PP) - teriam direito ao foro privilegiado por ocupar cargos parlamentares. Os demais deveriam ser julgados pela Justiça comum.

Até agora ao menos sete dos 11 ministros do STF votaram contra o desmembramento e dois a favor.