ONU deve votar resolução condenando 'inação' sobre Síria

A Assembleia Geral da ONU deve votar nesta sexta-feira uma resolução condenando o próprio Conselho de Segurança da ONU por sua incapacidade de tomar ações contra o regime do presidente da Síria, Bashar al-Assad.

O texto da resolução é defendido pela Arábia Saudita, que dá apoio aos rebeldes sírios.

A votação ocorre um dia depois de o ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan ter anunciado que irá renunciar ao cargo de mediador oficial da ONU para o conflito na Síria.

Annan criticou o que chamou de intransigência do governo Assad, mas também criticou a desunião do Conselho de Segurança da ONU, onde a Rússia e a China vem bloqueando sanções contra a Síria.

A condenação à suposta inação do conselho da ONU é mais simbolíca do que efetiva, já que não oferece quaisquer imposições sobre os países que vêm promovendo vetos a resoluções.