Autoridades dos EUA acusam banco britânico de negociação ilegal com Irã

Uma das sedes do Standard Chartered (Reuters) Direito de imagem BBC World Service
Image caption Banco Standard Chartered nao comentou acusações

Autoridades do setor de regulamentação de bancos dos Estados Unidos acusaram um dos maiores bancos da Grã-Bretanha de esconder mais de US$ 250 bilhões em transações ilegais com o Irã.

O Departamento de Serviços Financeiros do Estado de Nova York afirmou que as transações do banco Standard Chartered fizeram com que o sistema financeiro dos Estados Unidos ficasse vulnerável a terroristas, comerciantes de armas e regimes corruptos.

As autoridades americanas disseram que o banco britânico realiza operações ilegais com o Irã há anos para ajudar o país a evitar as leis americanas de combate à lavagem de dinheiro.

O banco ainda não comentou as acusações.