Crise pode causar ‘ruptura psicológica’ da União Europeia, diz premiê italiano

O primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, alertou que o descontentamento causado pela crise financeira poderia levar a uma “ruptura psicológica” da União Europeia.

Em entrevista publicada na revista alemã Der Spiegel, Monti disse ter falado à chanceler alemã, Angela Merkel, estar preocupado com o ressentimento crescente de italianos para com os alemães.

Para ele Isso seria causado pela percepção equivocada de alemães de que o país já teria dado ajuda financeira para a Itália.

Monti pediu também maior liberdade para os líderes europeus tomarem decisões, proposta rejeitada por políticos alemães que disseram que medidas importantes não podem ser adotadas sem aprovação parlamentar.