Acusação pede pena de 3 anos para cada integrante de banda russa

A promotoria russa pediu que cada integrante da banda russa composta por garotas Pussy Riot seja condenada a três anos de prisão.

Elas protestaram contra o presidente russo, Vladimir Putin, tocando na principal catedral de Moscou.

A promotoria diz que o incidente expressou ódio religioso e um "ataque contra deus".