Egito realiza ataque aéreo na península do Sinai

Autoridades de segurança egípcias disseram que helicópteros militares do país dispararam mísseis contra militantes islâmicos suspeitos próximo a cidade de al-Arish na península do Sinai.

Informações revelam que até 20 pessoas podem ter sido mortas.

Os ataques começaram depois que pontos de segurança teriam sido atacados por atiradores na cidade de al-Arish, deixando várias pessoas feridas.

No domingo, 16 guardas de fronteira egípcios morreram na área.

Forças israelenses disseram mais tarde que mataram sete homens armados que cruzaram a fronteira com Israel

Os dois países culparam militantes islâmicos pelos ataques de domingo.

No entanto, previamente, a Irmandade Muçulmana havia acusado a agência de espionagem israelense Mossad como responsável, o que foi negado pelo governo de Israel.