Sul-coreanos organizam nado coletivo para reivindicar ilhas disputadas com Japão

Mais de 40 sul-coreanos iniciaram nesta segunda-feira um protesto em que percorrerão 200 km a nado para reivindicar a soberania do país sobre um arquipélago atualmente no centro de uma disputa com o Japão.

Os nadadores, liderados pelo cantor sul-coreano Kim Jan-hoon, lançaram-se ao mar numa localidade próxima à cidade de Uljin. O destino será o grupo de ilhas conhecidas como Dokdo, na Coreia do Sul e Takeshima, no Japão.

A manifestação ocorre dias depois da visita do presidente da Coreia do Sul, Lee Myung-bak, aos territórios, provocando indignação do governo japonês, que convocou seu embaixador em Seul para consultas.

Lee tornou-se o primeiro líder sul-coreano a viajar ao arquipélago, onde, além da atividade pesqueira, se acredita que haja reservas de gás natural.

A imprensa japonesa considerou a visita de Myung-bak às ilhas Takeshima, no Mar do Japão, como um movimento político em ano eleitoral.