Para presidente do Uruguai, Mercosul está vivendo "crise constitucional"

Atualizado em  15 de agosto, 2012 - 19:55 (Brasília) 22:55 GMT

O presidente do Uruguai, José Mujica, afirmou nesta quarta-feira que o Mercado Comum do Sul (Mercosul) vive uma "crise institucional".

A declaração foi dada em entrevista ao jornal uruguaio La República na capital Montevidéu.

Mujica reivindicou que o bloco realize mudanças de forma a solucionar as discrepâncias políticas e comerciais entre os estados-membros: Uruguai, Argentina, Brasil, Paraguai (que está suspenso) e a recém-incorporada Venezuela.

"É preciso fazer um balanço da realidade, aquele Mercosul dos anos 90, nascido em pleno neoliberalismo, mudou. Hoje, temos uma crise institucional e serão necessárias mudanças para flexibilizá-lo", afirmou.

Na mesma entrevista, Mujica também defendeu o ingresso da Venezuela no bloco, aprovado em 31 de julho deste ano, logo após a suspensão do Paraguai pela destituição do então presidente do país Fernando Lugo.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.