Japão deportará ativistas chineses de ilhas disputadas entre os dois países

Atualizado em  17 de agosto, 2012 - 08:22 (Brasília) 11:22 GMT

O governo japonês deve deportar nesta sexta-feira ativistas chineses que chegaram sem autorização às ilhas conhecidas como Senkaku no Japão e Diaoyu na China, sob disputa entre os dois países.

O grupo velejou de Hong Kong até as ilhas, e o caso despertou protestos em frente a embaixadas japonesas em outros países.

"Confirmamos que nossa resposta será deportar os envolvidos. Ainda há muita papelada para processar, então agora não posso comentar exatamente sobre o que vai acontecer", disse o chefe de gabinete do Japão, Osamu Fujimura.

O primeiro-ministro Yoshihiko Noda, disse que era "extremamente lamentável que eles tenham entrado de forma ilegal em nossa ilha de Senkaku apesar de nossos repetidos avisos para que não o fizessem".

| GFoto

Esta é a primeira vez que cidadãos de outra nacionalidade entram na ilha desde 2004.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.