EUA negam estar por trás de 'caça às bruxas' contra Assange

Atualizado em  20 de agosto, 2012 - 20:11 (Brasília) 23:11 GMT

Os EUA negaram nesta segunda-feira as acusações feitas pelo fundador do WikiLeaks, Julian Assange, de estar por trás das tentativas de extraditá-lo da Grã-Bretanha para a Suécia – onde ele é acusado de crimes sexuais.

No domingo, Assange rompeu o silêncio e fez um discurso na embaixada do Equador em Londres, onde está abrigado, no qual afirmou ser vítima de uma “caça às bruxas” por parte dos EUA.

A porta-voz do Departamento de Estado, Victoria Nuland, disse que Assange estava fazendo afirmações infundadas sobre uma suposta perseguição por parte dos EUA em uma tentativa de desviar a atenção do caso sueco.

Nuland também criticou o Equador por ter concedido asilo a Assange.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.