Correa diz que Grã-Bretanha 'desistiu' de invasão da embaixada

Atualizado em  26 de agosto, 2012 - 13:57 (Brasília) 16:57 GMT

O presidente do Equador, Rafael Correa, disse que a Grã-Bretanha desistiu da "ameaça de entrar na embaixada equatoriana em Londres", para prender o fundador do site Wikileaks, Julian Assange.

O Ministério de Relações Exteriores britânico enviou uma carta à embaixada que citava uma lei de 1987 que permitiria a suspensão temporária do status da embaixada e a invasão da polícia, mas negou que tenha feito uma ameaça.

Correa diz que, agora, considera que as tensões diplomáticas entre os dois países chegaram ao fim.

Assange está sendo processado na Suécia por acusações de estupro.

Ele recebeu asilo político do Equador, mas pode ser preso caso deixe a embaixada.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.