França investigará morte de Arafat

Atualizado em  28 de agosto, 2012 - 14:54 (Brasília) 17:54 GMT
Arafat/BBC

Arafat morreu em 2004 aos 75 anos

A promotoria francesa decidiu investigar as circunstâncias da morte do líder palestino Yasser Arafat, ocorrida nos arredores de Paris em 2004, após indícios de que ele possa ter sido envenenado com polônio.

Há um mês a família de Arafat pediu uma investigação sobre o tema após uma reportagem da rede Al-Jazeera mostrar que especialistas teriam encontrado traços do veneno em objetos de Arafat.

O polônio é uma substância altamente tóxica raramente encontrado fora de círculos militares e científicos.

A viúva de Arafat, Suha, diz ser a favor da exumação do ex-marido, sepultado em Ramallah, na Cisjordânia.

Mas alguns médicos dizem que Arafat não apresentava os sintomas tradicionais de envenenamento do polônio.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.