Adolescente paquistanesa cristã acusada de blasfêmia é solta após 3 semanas

Atualizado em  7 de setembro, 2012 - 06:21 (Brasília) 09:21 GMT

Um juiz paquistanês concedeu liberdade sob fiança a uma menina cristã acusada de blasfêmia.

A adolescente, Rimsha Masih, havia passado as últimas três semanas presa após acusações de que teria queimado páginas do Corão, o livro sagrado do Islamismo.

Após sua prisão, o clérigo muçulmano Khalid Chishti, da mesma região, também foi acusado de baslfêmia. Testemunhas disseram tê-lo visto colocando páginas do Corão na bolsa da menina.

O caso levantou discussão no país sobre o mau uso das severas leis contra blasfêmia no país.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.