Governo da Colômbia e Farc reiteram disposição para paz

Atualizado em  8 de setembro, 2012 - 19:58 (Brasília) 22:58 GMT

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, reiterou neste sábado sua disposição para dar início ao processo de paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Santos afirmou querer que a transição seja "estável e duradoura".

Já o porta-voz das Farc disse que as negociações não serão interrompidas por divergências iniciais como o cessar-fogo.

Enquanto os rebeldes querem decretá-lo em outubro, o governo prefere adiá-lo para o fim das negociações.

"Temos de continuar (negociando) e eu disse às FARC que só no dia em que interromperem o conflito, cessarmos definitivamente, por nossa parte, as operações militares", afirmou Santos.

Dada a possibilidade de que essa divisão de opiniões possa interromper os esforços de paz, o líder guerrilheiro "Marco Leon Calarcá" acalmou os ânimos com a transmissão de uma mensagem tranquilizadora.

A iniciativa de paz tem o apoio de 78% dos colombianos, aponta uma pesquisa feita pela organização Centro Nacional de Consultoría (CNC), que também constatou uma retomada dos índices de aprovação de Santos pela população do país.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.