Policial chinês envolvido em morte de britânico não contesta acusações

Atualizado em  18 de setembro, 2012 - 07:30 (Brasília) 10:30 GMT

O ex-chefe de polícia Wang Lijun, acusado de acobertar Gu Xilai, indiciada pela morte do executivo britânico Neil Heywood, não contestou as acusações.

Ela é mulher de Bo Xilai, político do alto escalão do governo chinês imerso no caso de corrupção e assassinato.

O julgamento do chinês por deserção, abuso de poder e recebimeno de propina começou na véspera e terminou nesta terça-feira, em segredo. Fontes da corte revelaram os detalhes e informaram que o veredicto será anunciado em breve.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.