Editora da revista que publicou fotos de Kate Middleton diz estar sob ameaça

Atualizado em  24 de setembro, 2012 - 14:59 (Brasília) 17:59 GMT

A editora da revista francesa Closer, que ficou conhecida por ter publicado fotos topless de Kate Middleton, afirmou nesta segunda-feira ter sofrido ameaças de morte por causa do incidente.

"Recebemos mais de 300 e-mails de insulto, diversos deles contendo ameaças de morte", informou a revista. Catorze das mensagens mais agressivas eram destinadas à editora-chefe Laurence Pieau, que notificou a polícia.

Segundo informações da agência France Presse, uma das mensagens afirmava que Pieau "nunca será deixada em paz".

A Closer publicou fotos de Kate Middleton sem a parte de cima do biquíni durante férias na França com o marido, o príncipe William. Diversos periódicos globais republicaram as fotos, até que, por conta de uma ação do casal real, a Justiça proibiu a republicação e investiga como a Closer obteve as fotos.

Pieau defendeu a publicação das fotos, afirmando que elas não eram "nem um pouco chocantes". Também disse que sua revista não é dona das imagens, apenas comprou-as com garantia de exclusividade na primeira publicação. A Closer se recusa a revelar o nome do fotógrafo.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.