Brasil atinge menor nível de desigualdade da história, diz Ipea

Atualizado em  25 de setembro, 2012 - 19:10 (Brasília) 22:10 GMT
Marcelo Neri (Foto: Antonio Cruz/ABr)

Para Marcelo Neri, aumento da renda na base da pirâmide relativiza fraco desempenho do PIB

O economista Marcelo Neri, novo presidente do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), disse nesta terça-feira que "o Brasil está hoje no menor nível de desigualdade da história documentada".

De acordo com Neri, em 2011, o índice de Gini, que mede a desigualdade, foi de 0,527, o menor desde 1960.

Na avaliação do Ipea, os resultados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) no ano passado indicam grande diminuição da desigualdade e redução da pobreza.

Neri afirma que, entre 2001 e 2011, houve crescimento real de 91,2% na renda dos 10% mais pobres. No caso dos 10% mais ricos, o aumento foi 16,6%.

Segundo o economista, o aumento da renda na base da pirâmide relativiza o fraco desempenho do PIB (Produto Interno Bruto).

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.