Julgamento do mensalão é retomado com voto sobre réus do PTB e do PMDB

Atualizado em  26 de setembro, 2012 - 15:19 (Brasília) 18:19 GMT

 Ricardo Lewandowski / Ag Brasil

Voto de Lewandowski sobre Roberto Jefferson é um dos momentos mais esperados do dia

O Supremo Tribunal Federal (STF) retomou nesta quarta-feira o julgamento do mensalão, com a continuação do voto do ministro-revisor, Ricardo Lewandowski.

Durante a leitura do seu voto, ele julgará o delator do esquema, Roberto Jefferson (PTB), ex-deputado que que é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro.

Jefferson é acusado de ter recebido 4 milhões de reai, em um esquema que ficou conhecido como “valerioduto”, em 2005, envolvendo pagamentos ilícitos para favorecer o governo Lula em votações.

Também serão julgados Romeu Queiroz (PTB), José Borba (ex-PMDB) e Emerson Palmieri (ex-PTB).

Lewandowski já havia condenado, na segunda-feira, o ex-deputado federal e ex-presidente do PL Valdemar Costa Neto por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Os acusados do PTB e do PMDB já foram condenados pelo ministro Joaquim Barbosa, relator do processo.

No começo da leitura de seu voto, na semana passada, Lewandowski mostrou, mais uma vez, divergir do ministro-relator, Joaquim Barbosa, sobre a condenação de 12 réus, de acordo com a Agência Brasil.

Um dos pontos de divergência entre Lewandowski e Barbosa é sobre o crime de lavagem de dinheiro, questão central por envolver os 13 réus cujas condutas são analisadas agora pelo STF

Na quarta-feira, Barbosa havia dito que o ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB) cometeu crime de corrupção passiva.

Jefferson foi o delator do esquema de compra de votos no Congresso que ficou conhecido como mensalão. Entre as acusações analisadas estão as de crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro envolvendo partidos da base aliada em 2003 e 2004, durante o governo do presidente Lula.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.