Netanyahu defende 'linha vermelha' para barrar um Irã nuclear

Atualizado em  27 de setembro, 2012 - 16:26 (Brasília) 19:26 GMT
Netanyahu

Netanyahu disse que o tempo está se esgotando para impedir que o Irã desenvolva uma bomba atômica.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse nesta quinta-feira, na Assembleia Geral da ONU, que o tempo está se esgotando para impedir que o Irã desenvolva uma bomba atômica.

Ele afirmou, no entanto, que está confiante que Israel e Estados Unidos podem criar um caminho para evitar que os iranianos obtenham armas nucleares.

Segundo o correspondente da BBC James Robbins, o discurso de Netanyahu na ONU não foi um pronunciamento convencional. O premiê exibiu um diagrama mostrando uma bomba para ilustrar seu argumento de que há pouco tempo para impedir que o Irã se torne uma potência nuclear.

Netanyahu apontou para uma linha que indicava 90% de uma bomba cheia de urânio enriquecido. Ele então usou uma caneta para desenhar uma linha vermelha nesse ponto.

Segundo ele, o mundo precisa determinar "uma clara linha vermelha" no programa nuclear irananiano, diante da qual Teerã recuaria.

De acordo com Robbins, a estratégia foi usada para convencer o presidente americano, Barack Obama, de que é muito arriscado adiar uma ação contra o Irã.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.