França discute nova lei "antiterrorismo"

Atualizado em  3 de outubro, 2012 - 20:11 (Brasília) 23:11 GMT

O governo da França está discutindo uma nova lei "antiterrorismo" que possibilitará o Estado processar cidadãos do país que freqüentarem "campos de treinamento islâmicos" no exterior.

A legislação é proposta seis meses após o cidadão francês Mohammed Merah ter assassinado sete pessoas em um tiroteiro em Toulouse.

Ele afirmou ter sido treinado por membros da rede al-Qaeda em instalações no Paquistão e no Afeganistão.

Segundo a nova lei - que o governo quer aprovar até o fim do ano - suspeitos de "terrorismo" que tiverem recebido treinamento no exterior poderão ser condenados a dez anos de prisão.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.