Turquia usa prisões para silenciar jornalistas, diz comitê

Atualizado em  22 de outubro, 2012 - 08:15 (Brasília) 10:15 GMT

Um relatório da organização Comitê para Proteger Jornalistas acusou o governo da Turquia de estar silenciando jornalistas por meio de detenções e intimidações.

A entidade afirmou que um total de 76 jornalistas estavam presos presos no começo do mês de agosto - uma cifra superior à de qualquer outro país.

Um total de 70% dos jornalistas são curdos.

A Turquia enfrenta um movimento separatista por parte de ativistas curdos.

O diretor do comitê, Joel Simon, afirmou que a tendência do governo turco de ligar jornalismo crítico ao terrorismo é exagerada.

Segundo o diretor, os jornalistas que permanecem atrás das grades estão detidos em conexão com crimes ligados à segurança do país e não por causa de suas atividades jornalísticas.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.