Potências ocidentais saúdam novo grupo da oposição na Síria

Atualizado em  12 de novembro, 2012 - 12:56 (Brasília) 14:56 GMT

Potências ocidentais, além do Catar e da Turquia, saudaram nesta segunda-feira a criação de um novo grupo de coalização da oposição da Síria. Denominado Conselho Nacional das Forças Revolucionárias e de Oposição, o novo grupo foi apresentado em Doha, capital do Catar, no último domingo.

Moaz al-Khatib, ex-imã (autoridade religiosa islâmica) que abandonou sua mesquita em Damasco, foi escolhido como presidente da coalizão que tem como objetivo unir forçar contra o regime do presidente Bashar al-Assad.

Em outros desdobramentos, aviões de guerra e helicópteros atingiram a cidade de Ras al-Ain, controlada pelos rebeldes. Houve mortes e muitos fugiram para a Turquia, já que a cidade é muito próxima da fronteira entre os dois países.

Pelo segundo dia seguido, forças do regime sírio dispararam morteiros nas colinas de Golã, territórios ocupados por Israel.

O governo israelense admitiu ter contra-atacado com artilharia e disse ter feito uma reclamação às forças de paz das Nações Unidas que atuam na região.

Observadores e ativistas estimam que mais de 36 mil pessoas já morreram desde o início dos confrontos entre os rebeldes que querem a renúncia de Assad e as forças do governo.

Milhares também deixaram o Síria rumo a países vizinhos.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.