'Acato e não discuto' sentenças do STF, diz Dilma sobre mensalão

Atualizado em  18 de novembro, 2012 - 17:49 (Brasília) 19:49 GMT

Em entrevista ao jornal espanhol El País, a presidente Dilma Rousseff disse que "acata, e não discute" as sentenças do Supremo Tribunal Federal, em comentário sobre as condenações do mensalão.

"Houve diversos procedimentos jurídicos e, como presidente da República, não posso me manifestar sobre as decisões do STF", disse Dilma, segundo entrevista publicada neste domingo. "Acato suas sentenças, não as discuto. O que não significa que ninguém neste mundo esteja por cima dos erros e das paixões humanas."

Ela também comentou a crise europeia, um dia depois de ter voltado a criticar as medidas de austeridade adotadas por diversos países do continente. "Não acho que o problema da Europa seja o modelo de bem-estar social, mas sim que a aplicação de soluções inadequadas para a crise, e o resultado é um empobrecimento da classe média", afirmou.

"Longe de mim propor modelos, mas (no caso do Brasil) o que operou como elemento transformador (da economia) foi comprovar que havia falsos dilemas, idênticos ao que a Europa enfrenta hoje (...), como controlar a inflação ou fomentar o desenvolvimento, reduzir o gasto público ou investir, desenvolver o país para depois distribuir renda (...). Para mim, tudo isso tem que ser abordado simultaneamente."

A presidente está na Espanha para participar da 22ª Cúpula Ibero-Americana, encerrada no sábado, e para encontro com o premiê Mariano Rajoy, na segunda-feira.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.