Grã-Bretanha quer reconhecer oposição como representante da Síria, diz chanceler

Atualizado em  16 de novembro, 2012 - 11:44 (Brasília) 13:44 GMT

O chanceler britânico, William Hague, disse nesta sexta-feira que os grupos de oposição da Síria podem ser uma "alternativa política digna de crédito" como representantes do país.

Hague afirmou que a Grã-Bretanha quer reconhecer a nova coalizão de oposição como a verdadeira voz do povo sírio em um "estágio inicial".

A declaração foi dada depois de uma reunião em Londres com alguns dos líderes da coalizão oposicionista síria, incluindo Ahmed Moaz al-Khatib, que foi eleito líder do grupo no domingo.

Hague afirmou que o grupo ainda precisa ajustar sua estrutura e os planos para uma solução política na Síria, mas acrescentou que a Grã-Bretanha vai oferecer apoio a eles.

A França é a única potência ocidental a reconhecer a coalizão como representante legítima do povo sírio, ao invés do presidente Bashar al-Assad.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.