Mercosul condena violência no Oriente Médio e pede ação da ONU

Atualizado em  17 de novembro, 2012 - 13:38 (Brasília) 15:38 GMT

Os chefes de Estado dos países do Mercosul condenaram neste sábado a onda de violência entre Israel e palestinos em um comunicado divulgado durante a 22ª Cúpula Ibero-americana realizada em Cádiz, na Espanha.

No comunicado, os países membros dizem lamentar "profundamente a perda de vidas humanas" e manifestam "preocupação com o uso desproporcional da força".

O bloco defende a diplomacia e o diálogo como meios para a superação da crise e pede ainda que os dois lados interrompam imediatamente a violência e que o Conselho de Segurança da ONU "assuma plenamente suas responsabilidades".

Os chefes de Estado do Mercosul expressam ainda apoio ao pedido para o reconhecimento do Estado da Palestina como Membro Observador da ONU.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.