Alta comissária da ONU critica novos poderes de Morsi

Atualizado em  30 de novembro, 2012 - 21:41 (Brasília) 23:41 GMT

A alta comissária das Nações Unidas para Direitos Humanos, Navi Pillay disse à BBC acreditar que o presidente do Egito, Muhammad Morsi, deveria reconsiderar sua decisão de conferir a si mesmo novos poderes.

Para Pillay, o decreto que temporariamente impede que as decisões de Morsi sejam revogadas por qualquer autoridade - incluindo a Justiça - é incompatível com as leis internacionais.

A alta comissária disse que o decreto pode "abrir a porta para violações de direitos humanos".

Pillay disse ter enviado uma mensagem para Morsi, dizendo entender que seu governo passa por dificuldades. Porém, ela também disse ter alertado o presidente a não cometer os crimes do antigo regime.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.