Funcionários da Saúde em Madri fazem greve de 48 horas

Atualizado em  4 de dezembro, 2012 - 08:37 (Brasília) 10:37 GMT

Funcionários do setor de saúde de Madri começam nesta terça-feira uma greve de dois dias contra planos de privatização do setor.

Hospitais e clínicas madrilhenhos deverão estar reduzidos a serviços básicos durante a paralisação.

O governo de Madri diz que a privatização vai ajudar a equilibrar o orçamento local em meio à crise que a Espanha atravessa.

Pelos planos do governo, médicos e enfermeiras serão contratados por agências privadas, a fim de gerar recursos para injetar nos cofres públicos, em meio à grave crise financeira que atinge a Espanha.

Mas os manifestantes afirmam que a contratação dos profissionais pelo setor privado não representará um corte de gastos expressivo.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.