EUA caminham para o abismo fiscal, diz líder democrata

Atualizado em  27 de dezembro, 2012 - 16:03 (Brasília) 18:03 GMT
Harry Reid (Getty)

Harry Reid afirma que os EUA estão a caminho do abismo fiscal

O líder da maioria no Senado dos Estados Unidos, o democrata Harry Reid, afirmou que parece que os Estados Unidos estão caminhando para o abismo fiscal - um conjunto de restrições orçamentárias que deve entrar em vigor após 31 de dezembro e pode fazer com que a economia americana mergulhe novamente em uma recessão.

Reid disse que o fato de serem necessários pelo menos 60 dos cem votos para conseguir votar legislações prejudica qualquer novo plano a não ser que se consiga o apoio dos republicanos.

O democrata ainda disse que a Câmara dos Representantes está sendo "operada por uma ditadura", acusando o presidente da Câmara, John Boehner, de cancelar a votação de uma proposta de lei republicana que visava aumentar apenas os impostos dos ricos.

"John Boehner parece se preocupar mais em manter sua presidência do que manter a saúde financeira do país", disse o senador democrata.

No dia 3 de janeiro Boehner deve enfrentar uma eleição interna entre os republicanos da Câmara dos Representantes.

O presidente, Barack Obama, suspendeu o resto de sua folga de fim de ano e voltou para Washington para tentar unir os dois partidos.

Se uma decisão não for tomada até o dia 31, as restrições orçamentárias que entrarão em vigor deverão tirar US$ 600 bilhões da economia americana.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.