Rei da Bélgica é acusado de interferir na política em discurso de Natal

Atualizado em  27 de dezembro, 2012 - 16:21 (Brasília) 18:21 GMT
O rei da Bélgica, Albert 2º, durante discurso (Reuters)

Albert 2º criticou o que chamou de retórica populista

O rei da Bélgica, Alberto 2º, foi acusado de interferir abertamente na política do país durante seu discurso de Natal.

A Bélgica é marcada por profundas divisões entre os que falam francês e a comunidade flamenga.

Durante o pronunciamento, o rei não citou nomes de políticos mas criticou o que chamou de retórica populista e aqueles que culpam outros grupos étnicos pelos problemas do país.

O líder do maior partido nacionalista da comunidade flamenga afirmou que acredita que as críticas do rei eram para ele.

Em um artigo de jornal, Bart De Wever, da Nova Aliança Flamenga, questionou se Albert 2º poderia continuar como rei.

O palácio ainda não comentou a polêmica.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.