China quer punir filhos que não visitam pais idosos

Atualizado em  28 de dezembro, 2012 - 13:47 (Brasília) 15:47 GMT

A China aprovou nesta sexta-feira uma lei obrigando filhos adultos a visitar pais idosos regularmente, sob pena de serem processados judicialmente.

A lei, que não especifica a frequência exata das visitas, é uma resposta a casos noticiados recentemente, de idosos abandonados ou negligenciados por seus filhos.

A mídia estatal chinesa noticiou, no início de dezembro, que uma mulher de mais de 90 anos fora forçada por seu filho a viver em condições degradantes por dois anos.

O rápido desenvolvimento econômico chinês prejudicou os tradicionais laços familiares no país, já que muitos jovens acabaram deixando suas casas para trabalhar em grandes centros industriais e retornam com pouca frequência para suas cidades de origem.

Com a política do filho único e o aumento da expectativa de vida, o país tem uma população idosa crescente com poucos filhos para cuidar dela.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.