Estupro coletivo faz indianos cancelarem festas de Ano Novo

Atualizado em  31 de dezembro, 2012 - 12:42 (Brasília) 14:42 GMT

Militares e políticos da Índia cancelaram diversas celebrações de Ano Novo em respeito à estudante de 23 anos assassinada após sofrer um estupro coletivo em Nova Déli neste mês.

A presidente do governista Partido do Congresso, Sonia Gandhi, também disse que seu partido não comemorará.

As manifestações e vigílias iniciadas no sábado após a morte da jovem continuam em todo o país.

Diversos governos regionais, hotéis, clubes e empresas cancelaram eventos de Ano Novo.

As autoridades indianas tentam das uma resposta à população enquanto as manifestações iniciadas pelo assassinato se transformam em um movimento de massas pelos direitos das mulheres no país.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.