Chile tem novos conflitos envolvendo fazendeiros e indígenas

Atualizado em  5 de janeiro, 2013 - 13:05 (Brasília) 15:05 GMT

Dois novos ataques neste sábado reacenderam a tensão na região chilena de Araucanía, onde na sexta-feira um casal foi assassinado.

A região tem apresentado, nas últimas semanas, um aumento em confrontos entre indígenas mapuches e latifundiários.

No primeiro ataque, quatro homens encapuzados incendiaram dois caminhões perto da cidade de Capitão Pastene.

O outro incidente ocorreu na cidade de Freire, onde homens dispararam tiros, incendiaram um armazém e destruíram veículos e máquinas agrícolas.

O incidente aconteceu um dia depois de o presidente Sebastián Piñera anunciar que iria reforçar a segurança na área após o incêndio criminoso em uma casa que matou um agricultor de ascendência suíça, Werner Luchsinger, 75, e sua esposa, 69.

Por conta deste ataque, a polícia prendeu um homem Mapuche de 26 anos de idade que foi hospitalizado após ser baleado no peito, aparentemente feito pelo próprio Luchsinger, informou a agência de notícias EFE.

Os Mapuches, que respondem por 4% da população chilena, estão concentrados na Araucania, a região mais pobre do país, situada a cerca de 700 quilômetros ao sul de Santiago.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.