Aldeia no Maracanã celebra permanência

Atualizado em  13 de janeiro, 2013 - 07:09 (Brasília) 09:09 GMT

A aldeia indígena Maracanã, que estava sendo despejada de área próxima ao estádio carioca, celebrou a decisão da polícia de deixar o Museu do Índio, no sábado.

Ali estão cerca de 15 famílias.

A aldeia deve ser removida para dar lugar a instalações que farão parte do processo de modernização do estádio do Maracanã para a Copa do Mundo de 2014.

Na ausência da ordem judicial de despejo, a polícia deixou o local.

Nova reunião neste domingo deve debater a permanência dos indígenas no antigo museu.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.