Política baleada faz apelo para que Congresso aprove controle de armas

Atualizado em  30 de janeiro, 2013 - 16:15 (Brasília) 18:15 GMT

A ex-congressista americana Gabrielle Giffords fez um discurso emocionado nesta quarta-feira, pedindo que o Congresso aja para mudar a lei de controle de armas, porque “muitas crianças estão morrendo”.

A política foi baleada em 2011 e quase morreu durante um tiroteio no Arizona. Ela foi atingida na cabeça por um homem que abriu fogo no momento em que ela encontrava eleitores em um shopping.

Seis pessoas morreram no incidente. O autor dos disparos, Jared Loughner, foi declarado mentalmente incapaz de ir a julgamento.

Gabrielle, que ainda está se recuperando do ataque, falou diante de uma comissão do Senado, com depoimentos a favor e contra o controle de armas.

“Muitas crianças estão morrendo. Crianças demais. Precisamos fazer algo. Vai ser difícil. Mas o momento é agora. Vocês precisam agir. Sejam corajosos. Os americanos estão contando com vocês”, disse a ex-congressista.

Alguns grupos vem pressionando os republicanos para que se mantenham contra novas medidas de controle de armas, argumentando que os cidadãos deveriam ter o mesmo poder de fogo que os criminosos.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.